Poemas – Por Lao-Tsé

1

Os bons realizadores da antiguidade eram sutis
Maravilhosos, misteriosos e despertados
Eram profundos e não podiam ser compreendidos
E justamente por não poderem ser compreendidos
É preciso esforçar-se para ilustrá-los

Receosos como quem atravessa um rio no inverno
Cautelosos como quem teme seus vizinhos
Reservados como o hóspede
Solúveis como o gelo fundente
Genuínos como a madeira bruta
Vazios como os vales
Entorpecidos como as águas turvas

O turvo, através da quietude, torna-se
gradualmente límpido
O quieto, através do movimento, torna-se
gradualmente criativo
Aquele que resguarda este Caminho não
tem desejo de se enaltecer
E justamente por não se enaltecer,
mesmo envelhecido, pode votlar a criar.

2

O caminho que pode ser expresso não é
o Caminho constante
O nome que pode ser enunciado não é o
Nome constante
Sem-Nome é o princípio do céu e da terra
Com-Nome é a mãe de dez mil coisas
Assim,
a constante não-aspiração é contemplar
as Maravilhas
E a constante aspiração é contemplar o
Orifício
Ambos são distintos em seus nomes
mas têm a mesma origem
O comum entre os dois se chama Mistério
O Mistério dos Mistérios é o Portal para
todas as Maravilhas

3

Não valorizando os tesouros, mantém-se
o povo alheio à disputa
Mão enobrecendo a matéria de difícil
aquisição, mantém-se o povo alheio à cobiça
Não admirando o que é desejável
mantém-se o coração alheio à desordem

O Homem Sagrado governa
Esvazia seu coração
Enche seu ventre
Enfraquece suas vontades
Robustece seus ossos

Mantém permanentemente o povo sem
conhecimentos e desejos
Faz com que os de conhecimento não se
encorajem e não ajam
Sendo assim
nada fica sem governo.

4

O céu é constante, a terra é duradoura
O que permite a constância e a
duração do céu e da terra
é o não criar para si
Por isso são constantes e duradouros
Assim
o Homem Sagrado deixa seu corpo para trás
e o Corpo avança
Além do corpo, o Corpo permanece
Através do não-corpo, conclui o Corpo

5

A bondade é sublime como a água
A água, na sua bondade, beneficia os
dez mil seres sem preferência
Permanece nos lugares desprezados pelos
outros
Por isso assemelha-se ao Caminho

Viva com bondade na terra
Pense com bondade, como um lago
Conviva com bondade, como irmãos
Fale com a bondade de quem tem palabra
Governe com a bondade de quem tem ordem
Realize com a bondade de quem é capaz
Aja com bondade todo o tempo

Não dispute, assim não haverá a rivalidade

6

O prestígio e a humilhação geram susto
A nobreza e a grande preocupação
situam-se no corpo

O que são prestígio e humilhação?
Prestígio é inferior
Ao obtê-lo ficamos assustados
Ao perdê-lo ficamos assustados
Isto é o que quer dizer “o presítigo e a
humilhação geram susto”

O que quer dizer “a nobreza e a grande
preocupação situam-se no corpo”?
A razão de eu ter esta “grande
preocupação” é ter um corpo
Se não tivesse um corpo
com quem teria que me preocupar?

Por isso
nobre é aquele que entrega o corpo ao mundo
A este o mundo pode se entregar
Quem ama faz do mundo o seu corpo
Neste o mundo pode confiar

7

Alcançando o extremo vazio e
permanecendo na quietude de
extrema quietude
os dez mil seres se manifestam
simultanemanete
E, através disso, contemplamos o seu retorno
Apesar da diversidade dos seres
cada um deles pode retornar à sua raiz
O regresso à raiz se chama quietude
Quietude se chama retornar a viver
Retornar a viver se chama constância
Conhecer a constância se chama iluminação
Desconhecer a constância é a impropriedade
que provoca o infortúnio

Quem conhece a constância é abrangente
Quem é abrangente pode ser coletivo

O coletivo tem o poder da criação
A criação tem o poder do céu
O céu tem o poder do Caminho
O Caminho tem o poder do eterno
Assim,
mesmo perdendo o corpo, não irá perecer

8

Quando se perde o Grande Caminho,
surgem a bondade e a justiça
Quando aparece a inteligência
surge a grande hipocrisia
Quando os seis parentes não estão em paz,
surgem o amor filial e o amor paternal
Quando há desordem e confusão no reino,
surge o patriota

9

Anule o sagrado e abandone a inteligência
e o povo cem vezes se beneficiará
Anule a bondade e abandone a justiça
e o povo retornará ao amor filial e ao
amor paternal
Anule a engenhosidade e abandone o interesse
e não haverá mais ladrões nem roubos

Se estas três frases ditas não são o suficiente,
então faça existir aquilo em que se possa confiar,
encontrando e abraçando a simplicidade,
reduzindo o egoísmo e diminuindo os desejos

10

No ensinamento pela supressão
não há preocupações

Entre aceitar e repudir qual a diferença?
Entre aprecisar e desprezar qual a distância?
O que os homens temem, poderiam não temer?

Abandone isso antes que se esgote!

Os homens se agitam como um festejo na
grande prisão
ou como subir à varanda na primavera

Meu corpo não tem expressão,
como uma criança antes de nascer,
como a estrela Kuei que não tem onde
se apoiar

As pessoas todas possuem em excesso
Somente eu aparento estar perdendo
Sou como um ignorante que tem o
coração puro

Os medíocres vivem lúcidos
Somente eu aparento estar confuso
Os medíocres vivem lúcidos
Somente eu estou introspectivo,
indefinido como uma infinita noite silenciosa

As pessoas todas têm um ego
Somente eu o ignoro considerando-o precário
O que quero que me distinga dos demais
é valorizar o alimentar-se da Mãe
Extraído do Tao Te Ching. Tradução de Wu Jyh Cherng. Editora Manuad X.
Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.